Blog & News

Caso 06

freepik

O IVCF-20 é um questionário que tem como objetivo a identificação do idoso de risco.

Dona Margarida tem 83 anos. Pergunta-se sobre a auto-percepção da saúde. A paciente afirma que sua saúde está “mais ou menos”, depois que quebrou a perna, há 6 anos, o objetivo agora é identificar a presença ou não de declínio funcional, a paciente afirma que não consegue mais fazer compras sozinha sem ajuda, nem controlar o dinheiro ou as despesas da casa. Todavia, é capaz de realizar pequenos trabalhos domésticos e tomar banho sozinha.

Ela recebeu 4 pontos em AVD instrumental e não pontuou em AVD básica (4+0). Neste momento, avalia-se a memória. As questões 7,8 e 9 avaliam as características do esquecimento. A paciente apresenta esquecimento percebido pelos familiares, observe que a filha confirma o esquecimento, a paciente e a filha negam que o esquecimento esteja piorando. Outro aspecto relevante é que parece que o esquecimento está impedindo a realização de algumas tarefas do cotidiano. Desta forma, a pontuação neste item é 1+0+2.

As questões 10 e 11 avaliam o humor. A paciente nega sintomas depressivos (0 + 0). Neste momento, avalia-se os componentes da mobilidade, a paciente nega incapacidade para elevar os braços ou manusear pequenos objetos (0 + 0).

A questão 14 avalia a capacidade aeróbica/muscular, através de quatro condições. A paciente nega emagrecimento e apresenta IMC e CP normais, a velocidade da marcha foi de 0,4 m/s (2 pontos).

As questões 15 e 16 avaliam a marcha. A paciente necessita de ajuda para caminhar, mas não apresentou duas ou mais quedas no último ano (2 + 0).

A questão 17 avalia a continência esfincteriana, que está preservada na paciente (0).

As questões 18 e 19 avaliam a comunicação (visão e audição). A paciente refere problemas visuais e auditivos que interferem nas tarefas do cotidiano (2 + 2)    

A questão 20 aborda as comorbidades múltiplas: polifarmácia (uso de 5 ou mais medicamentos todos os dias) ou polipatologia (5 ou mais doenças) ou internação recente. O paciente e a filha negam qualquer um desses marcadores (0).