Implications of sleep disturbance and inflammation for Alzheimer´s disease dementia 2019

Este artigo de revisão de 2019 faz uma boa análise sobre a relação entre insônia e risco da doença de Alzheimer. Atualmente, vários fatores de risco estão relacionados a maior risco de desenvolvimento da deonça, como baixo nível educacional, hipertensão arterial, diabetes mellitus, obesidade, hipoacuidade auditiva, tabagismo, sedentarismo, depressão e isolamento social. O controle destes fatores de risco potencialmente modificáveis pode reduzir a prevalência da doença de Alzheimer e/ou retardar o início das manifestações clínicas em até 35 a 50% dos casos. Os distúrbios do sono podem também contribuir para o desenvolvimento da doença, por vários mecanismos, dentre os quais a neuroinflamação. O diagnóstico e tratamento correto da insônia é, portanto, uma outra estratégia preventiva que dever ser estimulada.

 

 

ID: 153

Observações
Necessário Logar